Policiais do Pelotão Ambiental de Osório fizeram trajeto de Atlântida Sul a Quintão no domingo (18). Maior número de animais mortos estão entre os pinguins, cerca de 20. Casos serão encaminhados ao Ceclimar para análise nesta segunda (19).

Animais foram encontrados mortos em praias do Litoral Norte gaúcho no domingo (18) — Foto: 2° Pelotão Ambiental de Osório/Divulgação
Animais foram encontrados mortos em praias do Litoral Norte gaúcho no domingo (18) — Foto: 2° Pelotão Ambiental de Osório/Divulgação

Diversos animais mortos foram encontrados no Litoral Norte do Rio Grande do Sul durante patrulhamento na manhã deste domingo (18). Policiais do 2º Pelotão Ambiental de Osório fizeram o trajeto de Atlântida Sul a Quintão. A maioria deles estava entre os pinguins, cerca de 20, conforme foi registrado na ocorrência.

O tenente Marcos Rocha informou que os casos serão encaminhados ao Centro de Estudos Costeiros, Limnológicos e Marinhos (Ceclimar) nesta segunda-feira (19) para que as análises possam ser feitas por especialistas.

Animais encontrados

  • dois lobos-marinhos vivos, um dele aparentando perda de gordura, nas praias de Mariluz e Oásis;
  • três lobos-marinhos mortos, nas praias Costa do Sol, Sindi Polo e Quintão;
  • cerca de 20 pinguins-de-magalhães mortos entre Cidreira e Pinhal;
  • duas tartarugas-marinhas mortas entre Cidreira e Pinhal.
Tartaruga-marinha estava entre os animais encontrados mortos em praias gaúchas durante patrulhamento — Foto: 2° Pelotão Ambiental de Osório/Divulgação
Tartaruga-marinha estava entre os animais encontrados mortos em praias gaúchas durante patrulhamento — Foto: 2° Pelotão Ambiental de Osório/Divulgação

Dicas para a população

Conforme o tenente, a orientação à população que encontrar esses animais na beira da praia é não se aproximar.

“Não havendo lesões, o melhor procedimento é deixar o animal se reabilitar e descansar, porque ele está em seu habitat natural. Uma intervenção do homem pode provocar lesões e estresse desnecessário”, explica.

Já se o animal estiver ferido, o Ceclimar pede que as patrulhas ambientais sejam acionadas pelos contatos abaixo, principalmente aos fins de semana, quando o centro de estudos não tem plantões.

  • Osório: 51 3601-1726 ou 3663-7285
  • Tramandaí: 51 98608-0836 ou 3661-4620
  • Capão da Canoa: 51 98504-6899 ou 98608-0837
  • Torres: 51 3626-4798 ou 98608-0839
Orientação da polícia ambiental é não se aproximar dos animais — Foto: 2° Pelotão Ambiental de Osório/Divulgação
Orientação da polícia ambiental é não se aproximar dos animais — Foto: 2° Pelotão Ambiental de Osório/Divulgação
Ocorrência será encaminhada para análise de especialistas do Ceclimar — Foto: 2° Pelotão Ambiental de Osório/Divulgação
Ocorrência será encaminhada para análise de especialistas do Ceclimar — Foto: 2° Pelotão Ambiental de Osório/Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui