Muitos estudos têm revelado que o consumo de leite e derivados bem como a inclusão de ovos na dieta trazem diversos benefícios à saúde, principalmente das crianças que necessitam ainda mais de uma grande variedade de nutrientes para um crescimento saudável.

O médico Abdon Murad Junior tem atuado há vários anos no tratamento de pessoas que sofrem com os efeitos da obesidade e sabe que o cuidado com a alimentação é um ponto chave.

De acordo com novo estudo recentemente publicado no periódico científico Pediatrics, oferecer ovos e laticínios para crianças a partir dos seis meses ajuda no crescimento e evita a atrofia relacionada à desnutrição. Pode parecer cedo, mas os alimentos não aumentaram o risco de reações alérgicas.

A equipe responsável pela pesquisa comparou o crescimento e os padrões alimentares de mais de 150 crianças, entre seis e nove meses de idade. Durante os estudos que duraram seis meses, metade delas comeu um ovo diariamente, enquanto as outras não receberam nenhuma dieta específica.

No final do período que durou teste, os bebês da dieta com ovos apresentaram 47 por cento menos chances de ter desnutrição associada ao crescimento e 74 por cento menos chances de estarem abaixo do peso para a idade comparadas aquelas que não consumiram ovo com a mesma regularidade.

Para o profissional Abdon Murad Junior este é um indicativo importante que demonstra que os mitos que cercavam o consumo de ovos não condizem com a realidade saudável que esse alimento proporciona.

Vale ressaltar que tanto os ovos quanto o leite de vaca são fontes naturais de proteínas, gorduras, vitaminas e minerais prontos, sendo essenciais para o crescimento e desenvolvimento saudável de crianças.

Para variar o cardápio, Abdon Murad Junior indica que os pais podem oferecer alimentos como bolos simples, omeletes e queijos que possuem esses ingredientes que tanto contribuem para a obtenção de nutrientes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui