O belga Yves Hanoulle afirma que deu 27 mil passos por dia desde que começaram as políticas de isolamento social contra a Covid-19. O belga Yves Hanoulle instalou uma esteira sob sua mesa para caminhar enquanto trabalha em sua casa em Ghent, na Bélgica.
Yves Herman/Reuters
Yves Hanoulle, de 48 anos, trabalha de casa desde que foram decretadas as políticas de lockdown contra o novo coronavírus na Bélgica. Ainda assim, o belga garante ter caminhado mais de 1,5 mil quilômetros durante o home office em uma esteira instalada sob sua mesa em seu escritório.
Brasil tem 41.162 mortes por Covid, aponta consórcio de veículos de imprensa
“Pelos meus cálculos, desde o ínicio do lockdown contra a Covid-19, dei 27 mil passos por dia, durante três meses”, diz ele, que é treinador de equipes de tecnologia da informação da cidade de Ghent.
Yves Hanoulle tem trabalhado em casa durante todo o bloqueio imposto pela pandemia de coronavírus na Bélgica e conseguiu andar cerca de 1.500 km caminhando em uma esteira instalada sob sua mesa.
Yves Herman/Reuters
Hanoulle diz que caminha cerca de 2,3 quilômetros por hora, pelas oito horas de trabalho a cada dia. Às vezes, acelera o percurso enquanto lê um livro depois do expediente. Nestes dias, chega a 20 quilômetros no dia.
Remédio anticoágulo australiano cria esperança de tratamento para Covid-19
“Eu entendo que sentar é o novo equivalente a fumar. Os humanos não são feitos para sentar o tempo todo”, diz Hanoulle à Reuters, enquanto dá passos na esteira e trabalha em sua mesa elevada. “Desde que comecei a fazer isso, notei imediatamente que me sentia mais em forma e com mais facilidade de manter o foco.”
Belga une exercício físico com home office

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui