Ação dos policiais da 1ª Delegacia de Investigações Gerais de Santos resultaram na prisão do suspeito em uma casa localizada em Praia Grande, SP. Polícia Civil prende drogas, anotações do tráfico e celulares de suspeito em Praia Grande, SP
Divulgação
Equipes da 1ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, no litoral de São Paulo, prenderam Rodrigo da Silva Felipe, de 36 anos, investigado por suposto envolvimento no mega-assalto à transportadora de valores Prosegur, no Paraguai, ocorrido em abril de 2017. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito também é responsável por gerenciar diversos pontos de tráfico de drogas localizados na Baixada Santista.
Conforme apurado pelo G1 neste domingo (14), a ação ocorreu durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão à casa do suspeito, no bairro Quietude, em Praia Grande. Além do roubo e do tráfico de drogas, o criminoso também é investigado por integrar uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios.
Com base nas evidências, a 1ª Vara Criminal de Praia Grande emitiu a ordem judicial e os policiais realizaram uma operação para captura do criminoso. As equipes foram até a casa do suspeito, onde foram recebidos pelo investigado e a esposa dele.
Com o mandado, a equipe passou a realizar buscas no imóvel, onde foram encontradas drogas e anotações da contabilidade de pontos de tráfico de drogas. Também foram localizados dois carros, dos quais, um é apontado nas investigações como sendo usado para o tráfico.
Suspeito de envolvimento em mega-assalto à transportadora é preso em SP
Divulgação
Segundo a Polícia Civil, a esposa do investigado tentou esconder dois aparelhos celulares, mas um foi recuperado pela equipe enquanto o outro foi destruído pelo suspeito. Um terceiro aparelho foi localizado no quarto do suspeito.
Após conseguirem acesso aos celulares, os policiais descobriram diversas anotações ligadas à administração dos pontos de tráfico e informações que relacionaram o suspeito a uma organização criminosa, na qual ele cumpria papel de liderança.
Além da apreensão dos objetos e dos carros, o suspeito foi preso e encaminhado à DIG, onde foi preso por tráfico de drogas, associação criminosa e por integrar organização criminosa e o caso continua sendo investigado. A ação foi coordenada pelo investigador chefe Paulo Carvalhal e pelo delegado Luiz Ricardo Lara Júnior
Ainda segundo a Polícia Civil, o suspeito permanece sendo investigado por suposto envolvimento no assalto à transportadora de valores, localizada em Ciudad del Este, em 24 de abril de 2017. Na ocasião, cerca de 40 ladrões participaram do roubo de mais de US$ 11,7 milhões.
Carro utilizado por suspeito de tráfico de drogas é apreendido pela Polícia Civil
Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui