Todas as estruturas da Alternativa para a Alemanha (AfD) em Brandemburgo, um estado em torno de Berlim, a capital, são ‘um caso suspeito e objeto de vigilância’ dos serviços internos. Membros da AfD, partido de extrema-direita da Alemanha, em reunião em Braunschweig, em 30 de novembro de 2019
Fabian Bimmer/Reuters
A polícia da Alemanha colocou sob vigilância, pela primeira vez, uma federação regional do partido de extrema direita do país AfD, por causa de seu radicalismo – anunciaram autoridades locais na segunda-feira (15).
Ativista Sara Winter é presa pela Polícia Federal, em Brasília
Todas as estruturas da Alternativa para a Alemanha (AfD) em Brandemburgo, um estado em torno de Berlim, a capital, são “um caso suspeito e objeto de vigilância” dos serviços internos, disse o Ministério do Interior à AFP.
Homem de extrema-direita é autor de ataque terrorista que matou 10 pessoas na Alemanha
Neste estado, o AfD ficou em segundo lugar nas eleições regionais de 2019, com 23,5% dos votos.
Até agora, essa medida policial era aplicada a grupos, ou organizações, considerados uma ameaça à democracia, ou ao Estado de Direito.
Em março, as autoridades já haviam decidido pôr sob vigilância a ala mais radical do AfD, próxima aos neonazistas.
O partido de extrema direita surpreendeu a política alemã nas eleições legislativas de setembro de 2017 e se tornou a principal força da oposição.
O governo acusa o partido de estimular o aumento de atentados de extrema direita no país com seus discursos contra os imigrantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui