No pico da Covid-19, o maior hospital público do Amazonas, o 28 de Agosto, chegou a ficar com 100% dos leitos de UTI ocupados. Governo do Amazonas libera ala que era exclusiva de pacientes com Covid-19
O governo do Amazonas liberou uma ala que era exclusiva de pacientes com Covid-19 para voltar a ser usada no atendimento de rotina.
A imagem desta quinta (18) do maior hospital público do Amazonas, o 28 de Agosto, é bem diferente do caos visto em abril, da fila de ambulâncias com pacientes aguardando a liberação de vagas na UTI.
No pico da Covid-19, o hospital chegou a ficar com 100% dos leitos de UTI ocupados. Agora, começa abrir vagas para o atendimento de rotina.
Entre maio e junho, as internações em Manaus despencaram. Com menos pacientes, um andar inteiro com 40 leitos de UTI já está disponível.
“Hoje é um dia em que estão todos extremamente felizes de retomar suas atividades normais. Então assim, a gente conseguiu realmente vencer parte dessa batalha”, destaca Alessandra dos Santos, diretora da unidade.
A taxa de ocupação dos leitos de UTI no Amazonas é de 62%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui