Estatal informou que também estão previstos para ocorrer neste ano os descomissionamentos das plataformas P-07 e P-15, na Bacia de Campos, e da FPSO Piranema, na Bacia de Sergipe-Alagoas. Sede da Petrobras no Rio de Janeiro
Daniel Silveira/G1
A Petrobras iniciou o chamado descomissionamento da plataforma P-12, na Bacia de Campos, após ter recebido aval da reguladora ANP, da Marinha e do órgão ambiental Ibama, informou a estatal em comunicado nesta terça-feira (7).
O descomissionamento consiste nos serviços de desmontagem e desativação.
A companhia acrescentou que também estão previstos para ocorrer em 2020 os descomissionamentos das plataformas P-07 e P-15, na Bacia de Campos, e da FPSO Piranema, na Bacia de Sergipe-Alagoas.
“As plataformas P-07, P-12 e P-15 serão ofertadas em leilão público previsto para ocorrer no mês de julho”, informou a petroleira, sem especificar uma data.
De acordo com o plano estratégico da companhia para 2020-2024, 18 plataformas de produção serão descomissionadas até 2024.
Segundo a Petrobras, serão utilizadas as melhoras práticas para realizar o descomissionamento. “Em parceria com outras empresas e com a comunidade científica, foram desenvolvidas metodologias que permitem a identificação da alternativa que melhor equilibra os aspectos de segurança, meio ambiente, técnico, social e econômico”, diz o comunicado divulgado pela companhia.