Público pode comparecer na Rua do Sol, 271, no Bairro do Carmo, nas segundas, quartas e quintas, das 13h às 17h, para ter acesso a atendimentos jurídicos. Olinda retoma atendimentos presenciais em câmara de mediação
O atendimento jurídico de Olinda volta a funcionar de forma presencial nesta quarta-feira (8). Com novos decretos emitidos pelo governo estadual, liberando a volta de algumas atividades, o município decidiu retomar os trabalhos com a presença do público Câmara de Mediação e Conciliação (veja vídeo acima).
Saiba o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus
Coronavírus: confira perguntas e respostas
O morador da cidade pode recorrer à prestação de serviços jurídicos, de forma gratuita, nas áreas cível, criminal, trabalhista, previdenciária e da família. 
O funcionamento da Câmara acontece às segundas, quartas e quintas, na Rua do Sol, 271, no bairro do Carmo, sempre das 13h às 17h. O uso de máscara, para entrar e permanecer na unidade, é obrigatória.
Eryka Lima, diretora de orientação jurídica de Olinda, afirmou que existem diferentes áreas atendidas pelos profissionais da Câmara.
“Na área criminal, por exemplo, se algum ente querido for preso, a família pode nos procurar, nós acompanharemos os processo, as audiências. Na familiar, uma questão de divórcio, guarda, alimentos. No [direito] previdenciário, um pedido de aposentadoria, um auxílio-doença, a pessoa pode nos procurar. No trabalhista, a pessoa foi demitida, um exemplo, quer saber se tem direito a uma reclamação trabalhista, também pode nos procurar”, disse.
Eryka Lima é diretora de orientação jurídica de Olinda
Reprodução/TV Globo
De acordo com a diretora, recorrer à mediação é uma maneira forma de acelerar um processo jurídico que, de outro modo, precisa passar por mais etapas.
“A vantagem é que o processo se torna mais rápido. Você não tem que aguardar uma audiência, uma decisão do juiz. Quando as partes querem um acordo, a gente consegue fechar um acordo, o juiz homologa. É uma forma mais rápida de resolver o conflito”, afirmou.
Eryka Lima disse, ainda, que há duas condições para o atendimento gratuito na Câmara: a pessoa que solicita o apoio precisa ser moradora da cidade de Olinda e ganhar, no máximo, dois salários mínimos por mês.
“[A pessoa tem que levar] os documentos pessoais, identidade, CPF, comprovante de residência e de renda também”, afirmou.
Covid-19 em Pernambuco
Pernambuco registra 66.151 casos da Covid-19 e 5.234 mortes
Pernambuco confirmou, na terça-feira (7), mais 509 casos da Covid-19 e 71 óbitos devido a essa doença causada pelo novo coronavírus (veja vídeo acima). Com isso, o estado registrou 66.151 infectados e 5.234 óbitos, números que começaram a ser contabilizados em março, no início da pandemia.
Initial plugin text