Desde março, Vigilância Sanitária e Diretoria de Fiscalização autuaram centenas de bares, restaurantes e outros locais por estarem em desacordo com as recomendações e normas municipais. Fiscais percorrem restaurantes para avaliar se normas estão sendo cumpridas
Divulgação/Prefeitura de Palmas
Desde o início da pandemia, equipes da Vigilância Sanitária e da Diretoria de Fiscalização Urbana percorrem estabelecimentos comerciais de Palmas para averiguar se os proprietários estão cumprindo as recomendações de higienização e as normas municipais. Um levantamento da prefeitura aponta que centenas de bares, restaurantes e outros locais foram autuados nesse período.
De acordo com número divulgados pela Vigilância Sanitária, foram realizadas 1.150 rondas por todas as regiões da cpaital, sendo que 290 estabelecimentos foram autuados por estarem em desacordo com as recomendações de higienização feitas pelos órgãos oficiais.
Desde março até agora, a Diretoria de Fiscalização Urbana da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Serviços Regionais (Sedusr), também emitiu cerca de 120 autos de infração em estabelecimentos que atuavam em desacordo com as diretrizes da legislação municipal. Foram efetuadas, ainda, cerca de 520 notificações em pontos comerciais que não se adequaram às medidas e protocolos de prevenção à disseminação do novo coronavírus.
O trabalho das equipes tem se tornado mais intenso após o decreto da Prefeitura de Palmas que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes, lanchonetes, lojas de conveniência, distribuidoras e outros estabelecimentos em espaços públicos.
Fiscais flagram cliente escondendo bebida alcoólica debaixo de cadeira
Divulgação/Prefeitura de Palmas
Mesmo assim, imagens registradas durante as fiscalizações mostram o consumo de álcool nestes espaços e até flagrantes de clientes escondendo a bebida debaixo da cadeira para driblar os fiscais.
Somente é permitida a venda de bebidas alcoólicas para o consumo em casa, e ainda assim, sem aglomeração de pessoas.
A população pode contribuir fazendo denúncias ao notar qualquer tipo de desordem ou aglomeração em estabelecimentos que comercializam bebidas alcoólicas ou em eventos privados que coloquem em risco a segurança sanitária, por meio do canal de atendimento 153 ou pela Ouvidoria Municipal, no telefone 0800-6464-156.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.