Estudo estima que para cada paciente com sintomas há cinco pessoas que foram contaminadas e ficaram assintomáticas. Objetivo é descobrir qual a proporção de moradores que possui anticorpos para a Covid-19. Pesquisa indica que Palmas pode ter até 13 mil casos assintomáticos
Reprodução/TV Anhanguera
Uma pesquisa realizada em Palmas estima que a capital pode ter até 13.872 moradores que contraíram o novo coronavírus e ficaram assintomáticos. A conclusão foi após os testes realizados nas duas primeira etapas constatarem que a proporção de casos do tipo entre a população subiu de 4,4% para 6,6% dos entrevistados. Estes são paciente que não tiveram sintomas e por isso não precisaram de atendimento médico.
O nome da pesquisa é ‘Novo coronavírus (SARS-CoV-2): inquérito populacional para pesquisa de anticorpos’. A ideia é estimar a parcela da população que já possui anticorpos para a doença. Atualmente, os pesquisadores trabalham com a hipótese de que para cada caso positivo com sintomas há cinco pacientes assintomáticos na cidade. Palmas possui mais de dois mil casos já confirmados da doença.
Atualmente a pesquisa está na terceira etapa. Ela é coordenada pela Fundação Escola de Saúde Pública de Palmas (Fesp) e Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT), o Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra) e a Faculdade de Medicina do ABC (FMABC-SP).
Além da estimativa, os pesquisadores querem descobrir o comportamento dos casos assintomáticos, para saber se estas pessoas estão agindo como vetores da doença. O secretário da Saúde de Palmas, Daniel Borini, informou que foram encontrados casos assintomáticos em todas as regiões de Palmas.
Cada etapa da pesquisa deve ouvir 423 participantes. Ao final a ideia é entrevistar até 1.692 pessoas. Já foram aplicados 558 testes.
A pesquisa também indicou que entre a primeira e a segunda etapa o percentual de pessoas que passaram a sair de casa diariamente foi de 26,5% para 36,2%. Já o número de pessoas que declararam adotar medidas preventivas e de cuidados individuais caiu de 98,6% para 86,1%.
A pesquisa deve ser usada para ajudar a definir as medidas que serão adotadas pela prefeitura para diminuir a curva de contágio na cidade. A parte de campo da terceira etapa já foi realizada e os resultados devem sair nos próximos dias. A quarta etapa está prevista para o período de 13 a 17 de julho.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
Initial plugin text