Decreto municipal reforça medidas de prevenção na cidade após isolamento ser flexibilizado. Prefeito cita aumento de visitantes de Manaus em balneários e cafés do município. Balneário Municipal de Rio Preto da Eva recebe centenas de banhistas nos fins de semana.
Reprodução
A Prefeitura de Rio Preto da Eva, distante 80 Km de Manaus, anunciou que vai adotar novas medidas de prevenção contra a Covid-19 após o relaxamento da quarentena causar um crescimento dos casos da doença na cidade. O prefeito Anderson Souza citou que o aumento de visitantes de Manaus a balneários e cafés regionais da cidade pode ter levado a alta do contágio.
Rio Preto da Eva autorizou a abertura do comércio não essencial desde o dia 1º de junho, acompanhando decreto estadual, e dividiu o retorno das atividades em quatro grupos. Até esta quinta-feira (30), o município concentrava mais de 790 casos de Covid-19, com 15 mortes. Em todo o Amazonas, o total passa de 100 mil infectados.
O prefeito Anderson Souza informou, nesta quinta-feira (30), que a cidade registrou um crescimento nos casos da Covid-19 após a flexibilização. No dia 30 de junho, o total de casos na cidade era de 651. O número saltou para 794 nesta quinta, um aumento de 22% em um mês.
O fortalecimento das medidas de proteção foi definido em reunião, nesta quinta, com equipes da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Secretaria Municipal de Saúde, Guarda Municipal e Polícia Militar (PM), e deve ser publicado no Diário Oficial do Município desta sexta-feira (31). Serão suspensas atividades de eventos, como casas de shows, atrações culturais em empreendimentos e atividades esportivas.
“Juntos, foi possível fazer uma reavaliação de tudo isso e vamos tomar novas medidas a partir de hoje (30/07). Alguns decretos que começam a tomar o seu rumo de forma correta a partir de amanhã (31/07)”, disse.
O prefeito pediu, por meio de um vídeo, o apoio da população para se prevenir contra a doença e citou a relação do contágio com o aumento de visitantes da capital. “Manaus passou a vir numa forma em massa para Rio Preto e principalmente ocupando os nossos balneários, os nossos cafés regionais”, declarou.
O secretário Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Empreendedorismo, Ronisley Martins, informou ao G1 que uma das medidas exigidas no Decreto Nº 080, que deverá ser publicado nesta sexta, está a cobrança do cumprimento do Plano de Prevenção dos estabelecimentos, que inclui obrigatoriedade no uso de máscaras e disponibilização de álcool em gel.
Além disso, as ações na barreira sanitária da cidade devem ser otimizadas, fiscalização direto nos ônibus com visitantes chegando na cidade quanto ao uso obrigatório das máscaras e capacidade de carga de cada ônibus. Os balneários municipais e bares devem reduzir o limite de pessoas para 50% da capacidade.
Segundo Martins, bares e balneários devem passar por ações de desinfecção geral todos os finais de semana, onde foram identificadas atividades de maiores risco. “As atividades de eventos, de encontros, dançantes, e esportivas estão suspensas por tempo indeterminado até que seja baixada essa curva e seja reavaliada as atividades pra poder ter outra flexibilização mais a frente”, informou.
Initial plugin text