Templos terão ocupação máxima de 25% da capacidade. Fiéis precisam seguir medidas para prevenir o contágio pelo novo coronavírus. Celebração na Catedral Sagrado Coração de Jesus
Reprodução/Rede Amazônica
Após quase seis meses com celebrações presenciais suspensas, a igreja Católica em Porto Velho permitiu a retomada das missas com o cumprimento de protocolos sanitários para evitar que os fiéis se contaminem com o novo coronavírus.
As atividades presenciais nas paróquias e comunidades foram suspensas no dia 18 de março e a retomada foi anunciada no início de agosto. A reabertura das igrejas ficou estabelecida em quatro etapas.
“O processo segue o decreto do governo e o decreto do município. Nós temos a liberação para ocupar 30%, nós como igreja reduzimos para 25% para evitar qualquer situação que possa trazer transtornos para os nossos irmãos e irmãs que frequentam”, explicou o arcebispo de Porto Velho Dom Roque Paloschi.
Entre as medidas previstas no protocolo sanitário a ser seguido pelos fiéis estão a higienização com álcool em gel, uso de máscara obrigatório e respeito ao distanciamento social.
Conforme o arcebispo, cada paróquia define o processo de retomada. Na catedral, cinco missas já foram realizadas no domingo (13).
“Participe de sua comunidade, participe de sua paróquia, siga as orientações das autoridades sanitárias, isso é decisivo pra ti e para mim, pra todos nós”, reforçou Dom Roque.