Após o governo federal reduzir o auxílio emergencial de R$ 600 para R$ 300 até dezembro, o prefeito de Canoas no Rio Grande do Sul, Luiz Carlos Busato, lançou o Programa Emergencial de Transferência de Renda municipal para a população, no valor de R$ 150. A medida tem como finalidade de minimizar os efeitos sociais e econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a Administração, o auxílio emergencial de Canoas beneficiará 12 mil famílias e será concedido pelo prazo de quatro meses, podendo ser prorrogado por igual período, durante a vigência da emergência de saúde pública. O programa se destina às pessoas que estão em condições de pobreza e vulnerabilidade social, considerada como sendo aquela com renda familiar mensal (per capita) de até meio salário mínimo, inscritas no Cadastro Único do Governo Federal (CadÚnico) e que sejam residentes em Canoas.

A Prefeitura informa ainda que os cartões serão emitidos até o fim do mês de setembro, com recarga automática a cada mês, e serão entregues nas casas dos canoenses. O Programa foi pensado a partir de necessidades constatadas por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e foi aprovado por unanimidade pelo Conselho Municipal de Assistência Social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui